VERBO – Aprenda alguns conceitos básicos para não se enrolar na prova da ETEC

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe o que é um verbo? Aprenda, de uma vez por todas, essa classe gramatical que está presente na vida do estudante desde os primeiros anos de estudo formal, mas que complica a vida de muita gente na hora de fazer a prova da ETEC!

Neste post você vai aprender o conceito básico de verbo, ou seja, o que é essa classe gramatical. Esse é um conteúdo útil, pois, a partir do momento que você consegue identificar um verbo em uma frase, fica muito mais fácil de responder uma questão que envolva as classes gramaticais.

Então, vamos ao que interessa? Antes de tudo, vamos entender o que é um verbo!

Verbo é palavra que indica uma ação, um estado, uma mudança de estado ou fenômeno da natureza. Traduzindo em miúdos:

• Ação = ato de fazer alguma coisa. Por exemplo, quando você curte um post no Facebook, você está praticando uma ação, logo, curtir é um verbo. E quando eu compartilho um post? Também está praticando uma ação, ou seja, está usando um verbo, o verbo compartilhar.

• Estado = indica um estado ou permanência em que algo ou alguém se encontra. Por exemplo, quando sua mãe reclama que você vive no celular, ela usou o verbo viver indicando uma permanência.

• Fenômeno da natureza = são os fenômenos naturais, as ações que acontecem na natureza, por exemplo: chover, trovejar, relampejar etc. Ah… então fenômeno da natureza e ação são a mesma coisa? Não, por um simples fato: para ser uma ação é preciso que alguém a pratique, logo, ninguém praticou a ação de chover, né?

Então, é isso, não tem mistério, verbo = ação, estado ou fenômeno. Ficou dúvida?
Já sei, vamos ver numa frase?

Ontem, eu estava muito chateada porque trovejou tanto que o sinal de internet caiu e eu não entrei no Facebook.

Como você pode ver, os verbos estão em todas as partes e nós fazemos uso deles o tempo todo, mesmo quando não percebemos. Vejamos alguns verbos.

Jogar, escrever, falar, acessar, curtir, compartilhar, beijar, namorar, abraçar, comer, caminhar, aprender, ler, estar, ficar…

Uma outra coisa que você precisa saber sobre o verbo é que ele é uma classe gramatical variável, o que quer dizer que ele pode flexionar, mas olha só, essa flexão não tem nada a ver com exercícios físicos ou academia não, viu?

Quando eu falo que ele pode flexionar quero dizer que ele varia quanto ao número, pessoa, gênero, modo e tempo. Como assim? Bora entender!

O que são flexões verbais?

Vamos falar primeiro da pessoa. Bom, quanto à pessoa, o verbo pode estar na primeira, segunda ou terceira pessoa, que são: eu, tu e ele/ela (no singular) e nós, vós e eles/elas (no plural).

Então, vamos ver um exemplo? Vamos ver o verbo escrever nas três pessoas do discurso.

1ª pessoa: Eu escrevo
2ª pessoa: tu escreves
3ª pessoa: ele/ela escreve

Percebeu como o mesmo verbo, ou seja, o verbo estudar sofreu variações de acordo com a pessoa do discurso?

Agora, quer ver só como esse mesmo verbo pode variar ou flexionar ainda mais? Vamos ver um exemplo desse mesmo verbo conjugado nas três pessoas do discurso só que agora no plural.

1ª: Nós escrevemos
2ª: Vós escreveis
3ª: Eles/elas escrevem

Notou como ele sofreu variação mais uma vez? O fato é que o mesmo verbo pode variar muito mais. Até agora, falamos somente da pessoa e automaticamente do número do verbo, isso porque é quase impossível falarmos das pessoas do discurso sem falarmos do número.

BLOG (1)

Além de variar quanto à pessoa e ao número, o verbo ainda varia quanto ao gênero, ou seja, masculino ou feminino. No entanto, essa variação, só acontece quando usamos a voz passiva, mas vamos deixar esse tema para um próximo artigo, ok? Não se apega no gênero, pelo menos por enquanto.

Vamos ver agora a flexão do verbo quanto ao tempo. Essa, com certeza, você deve lembrar, né? Mas, não custa nada refrescar a memória, então vamos lá.

Quais são os tempos verbais?

Quanto ao tempo, o verbo pode estar no presente, no pretérito ou no futuro, sendo que o pretérito e o futuro possui subdivisões.

Vamos ver o exemplo do verbo escrever?

Presente: Eu escrevo (está acontecendo agora, no momento em que estamos falando)
Pretérito: Eu escrevi (aconteceu antes do momento em que estamos falando)
Futuro: Eu escreverei (vai acontecer depois do momento em que estamos falando)

Além disso, o verbo pode variar ainda quanto ao modo. Eu sei, você deve estar achando que é muita coisa, né? Pois é, está pensando que o verbo é pouca coisa?

Então, vamos falar do modos verbais?

Bom, quanto ao modo o verbo pode se apresentar nos seguintes modos: indicativo, subjuntivo e imperativo.

O modo indica um fato, algo que aconteceu, está acontecendo ou acontecerá. E, como você deve saber, com fatos não se brinca, né? Não tem como ter dúvidas, afinal, fato é fato, é certeza, portanto, o modo indicativo indica uma certeza.

O modo subjuntivo indica uma dúvida, uma probabilidade, uma incerteza. Ao contrário do indicativo, no modo subjuntivo não trabalhamos com fatos, mas com probabilidades.

Já o modo imperativo é o mais diferentão, nele não existe nem a questão da certeza nem da incerteza. No modo imperativo o verbo indica ordens, pedidos, conselhos e convites.

Vamos ver todos eles na prática?

Indicativo: tu escreves (indica um fato que está acontecendo).
Subjuntivo: que tu escrevas (uma probabilidade, não temos certeza).
Imperativo: escreve tu (uma ordem).

No modo imperativo, nem sempre a primeira pessoa do singular pode ser conjugada, isso porque não tem muito sentido você emitir uma ordem para você mesmo, né?

Bom, esses são apenas alguns conceitos básicos com relação ao verbo, mas esses conceitos já são muito úteis para você que vai fazer a prova da ETEC e ainda não estudou nada.

Agora que você já aprendeu esses conceitos, chegou a hora de coloca-los em prática. Faça um resumo desse conteúdo, apontando as informações que você achou mais importantes.


Gostou deste artigo? Não esquece de deixar o seu comentário, isso é muito importante para que eu escreva mais artigos assim! Ah, e compartilhe com seus amigos que vão ou pretendem fazer o Vestibulinho da ETEC, pode ser útil para eles também!

INSTAGRAM | YOUTUBE | FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *